Sexta-feira, 2 de Novembro de 2007

A Chegada do Leopard - The Upgrading...

Já tinha sido questionado via MSN, para quando a publicação de um post sobre a minha experiência com o Leopard. Como o tempo não tem sido muito, finalmente aproveito para fazer o primeiro de vários posts que espero escrever sobre o novo sistema operativo da Apple.

Antes de avançar para a descrição da minha primeira experência, devo recordar que o meu MacBook, assim que chegou às minhas mãos, foi devidamente formatado para poder ter duas partições e não uma, como é habitual em 90% dos Macs (e até PCs). Como sou um rapaz que passou muitos anos a sofrer com o Windows, habituei-me a ter sempre no mínimo duas partições, o que me permitia formatar a máquina, sem perder nenhum documento. Mesmo depois de entrar no universo Mac, mantive esse critério, apesar das certezas que muitos davam que eu não precisava de fazer isso, porque era um Mac. Bom, com a chegada do Leopard, parece que o método das partições é bastante útil, mesmo num Mac. Esta situação permitiu-me fazer em 3 dias, uma instalação por Upgrade e duas instalações limpas. Neste post vamos ver como correu a instalação por Upgrade.

Como tive oportunidade de publicar na altura, eu consegui "obter" o Leopard, dois dias antes do lançamento oficial e por isso, tive oportunidade de fazer uns quantos testes e brincar um pouco com o novo Leopard.

Mac OS X Leopard Upgrade

Devo referir que o meu objectivo seria sempre realizar uma instalação limpa assim que tivesse o original do Leopard, mas decidi optar por teste a modalidade de Upgrade, para tentar perceber o que podia correr mal, até para poder partilhar essa informação.

Ao contrário do que já foi dito por aí, a instalação do Leopard é bastante simples e resume-se a poucos passos. Basicamente, basta colocar o disco com o Tiger. Automaticamente arrancará o ecrã do Leopard, clica-se no ícone "Install" e após o "Restart" automático, a coisa basea-se em sucessivos "Next", uma vez que a opção pré-definida é o "Upgrade". Cerca de 40 minutos depois (não estou a considerar o tempo de leitura de verificação do DVD), o Leopard estava devidamente instalado e aparentemente, sem qualquer tipo de problema...mas...

Tinha existir um mas...ou vários...o primeiro podemos dizer que até pode ser visto de forma positiva ou negativa, dependendo do utilizador. Tratando-se de um Upgrade, praticamente, todo o sistema fica inalterado, ou seja, algumas das novas funcionalidades não estão imediatamente vísiveis, como o botão do Quick Look na Toolbar ou as novas aplicações no Dock, como o Spaces. Mas como referi, é um ponto que poderá ser considerado positivo ou negativo e sinceramente, nem me parece relevante.

Relevante foi o problema que detectei mais tarde e que vou tentar explicar resumidamente.

Sempre que encerrava e nessa sessão tinha iniciado o iTunes, o Mac não completava o processo de encerramento e tratando-se de um MacBook, fechava a tampa e a luz indicadora ficava ligada como se a máquina tivesse sido suspensa com a sessão aberta. A resolução passava pelo reboot forçado, carregando prolongadamente no botão Power. Quando iniciava novamente a sessão, surgia um ecrã de aviso, notificando o utilizador que a última sessão tinha sido encerrada de forma inesperada.

Se não abrisse o iTunes, não tinha qualquer problema.

Como a instalação servia para "brincar" e fazer testes, optei por experimentar desinstalar e voltar a instalar o iTunes, mas essa solução também não resolveu o problema.

De resto, pela pouco utilização que fiz depois do upgrade, não consegui detectar mais nenhum problema. Não surgiram ecrãs azuis, não tive problema com o Disk Utility e apesar das notícias, ainda não tive qualquer tipo de problema (por enquanto), com a (in)segurança do Leopard e que tanta polémica  tem gerado por toda a Internet.

Um dia depois, optei por experimentar, ainda com o mesmo disco, realizar a primeira instalação limpa com o Leopard e o problema que referido acima, foi absolutamente resolvido e não detectei qualquer tipo de problema.

O terceiro dia, dia 26, chegou-me finalmente às mãos o original do muito aguardado Leopard e claro, quis simbolicamente instalar no próprio dia, o novo sistema operativo.

Tal como na primeira instalação limpa, também esta correu sem qualquer tipo de problema até hoje, uma semana depois.

Infelizmente, tenho verificado que muitos utilizadores têm reportado problemas, alguns deles até resultaram na perda completa de dados. O que me leva a concluir que também em Mac, deve-se criar pelo menos duas partições e usar a segunda para guardar documentos, downloads, fotos e música. Assim, podemos re-instalar os sistema operativo as vezes que forem necessárias, seja para resolver problemas, seja para um simples upgrade, recorrendo a uma instalação limpa.

No segundo post, vou expôr como tem sido a minha experiência no Leopard, durante esta primeira semana.
publicado por Phil às 13:04
link do post | comentar |

Creative Commons License

|

Subscrever Feed


AddThis Feed Button


Contacto E-Mail



Adeus, Bom Ano Novo e Até...

Tudo o que começa...acaba...

Apple Stores

iMac Touchscreen

Primeira Encomenda - Fina...

Aí estão os primeiros núm...

Últimas do iPhone...

Primeira Encomenda - Upda...

Auch!! Essa Doeu!!

Primeira Encomenda





Apple (Portugal)

Fnac

LojaMac.com

Mac Zone - Apple Center

Sagres

Tou Aqui Tou Aí

Vobis

Outros Revendedores em Portugal



Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

blogs SAPO
Technorati


Creative Commons License
Dr. MacPhil by Phil is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.
Based on a work at drmacphil.blogs.sapo.pt.