Domingo, 21 de Outubro de 2007

Mac OS X vs Windows

Mac OS X vs Windows

Hoje, enquanto ouvia a edição desta semana do Windows Weekly, decidi fazer este post, que mostra o ponto de vista de alguém que só utiliza o Mac OS X desde Junho passado. De facto, a menos de uma semana do lançamento do Leopard, a titânica guerra Mac OS vs Windows, voltou ao seus melhores dias.

Pela primeira vez, não me agradou muito a opinião do especialista do Windows, Paul Thurrott, que emitiu algumas opiniões sobre as 300 novas funcionalidades do Leopard. Sendo eu, um utilizador há muitos anos do Windows, estou à vontade para discutir esta questão...estive dos dois lados e 4 meses depois e a pouco tempo de ter o Leopard nas mãos, decidi estudar a árvore geneológica, do Mac OS X para perceber melhor o que está por detrás do sistema operativo que hoje utilizo com muito orgulho.

Após alguma pesquisa, decidi utilizar alguns critérios, nomeadamente, que sistemas operativos comparar. Tendo em conta a estrutura de lançamentos do Mac OS X, foi esse o critério utilizado, para comparar cronológicamente os dois sistemas operativos.

Em 2000, na Macworld, Steve Jobs, referiu que o novo sistema operativo ia seguir algumas linhas directoras. Uma delas, a da versão única, ao contrário do seu concorrente que na altura tinha o Windows 98 SE/ME e o Windows 2000 entre mãos. No entanto, nesse ano, Jobs apresentava um novo User Interface, que ainda hoje prevalece no Mac OS X. Isto é, em 2000, tal como Steve Jobs disse na altura, estavam a fazer história e a criar um sistema operativo revolucionário para a próxima década.

Mac OS X 10.0 vs Windows 2000

Como podem ver, o interface o Mac OS X já se assemelhava com o actual Tiger, mas muito diferente do seu "rival" Windows 2000, que fazia a ponte para o futuro XP. A partir daqui, percebemos que a estratégia da Apple, passava por pegar numa base sólida como ponto de partida e a partir daí a estratégia passaria pela continuidade e evolução, pensando sempre em soluções para simplificar as tarefas do utilizador.

Em 2002, os concorrentes já se chamavam Puma e XP. O Puma ou Mac OS X 10.1 era mais um passo para melhorar uma fórmula de sucesso que tentava retirar quota de mercado à Microsoft que tinha lançado há pouco tempo o Sistema Operativo da Chicco (como eu ouvi na altura), o XP. Nesta altura, já tinha sido lançada a primeira geração dos iPods.

No domínio absoluto do Windows XP, a Apple lançou o Puma, o Jaguar, o Panther e o Tiger. Apesar da reconhecida qualidade do sistema operativo da Apple, virado sobretudo para o utilizador comum, era o XP que reinava, mas, a guerra começou a ficar menos facilitada para a Microsoft quando a Apple começou a dominar noutros campos, nomedamente dos leitores MP3, com o iPod e da música com o iTunes e a sua loja online. A pouco e pouco, a Apple começava a entrar nos Windows com produtos de qualidade que podiam ser instalados ou ligados a qualquer PC com Windows. Portanto, a notoriedade da marca Apple era revitalizada, usando o Windows para o conseguir.

Mac OS X vs Windows XP

É na Macworld de 2006, que a Apple anuncia que vai mudar os seus processadores para a Intel e toda a gama de Macs seria renovada nos meses seguintes. Mais tarde, é anunciado o lançamento do Leopard e com ele, vinha o Boot Camp, que ia permitir a instalação do Windows num Mac.

Portanto, o cenário para a Microsoft não era propriamente sorridente. Mas o pior estava para vir. Entre, 2001 e 2007, o Windows XP foi o sistema operativo de sucesso da Microsoft, mas ao fim de 5 anos de desenvolvimento, com sucessivos atrasos, a Microsoft lança uma clara imitação do Mac OS X, mas muito fraca e que nada tem a ver, nem com a suposta imitação, ficando muito longe do seu antecessor XP, que tem mostrado a força que ainda tem.

Já no decorrer de 2007, a Apple lança o iPhone, que veio baralhar o mercado de telemóveis e veio reforçar a presença da Apple nas nossas vidas e ao fim de quase 1 ano, o Vista veio confirmar que foi um erro grave da Microsoft. Poderá ser mais seguro, mas revelou enormes incompatibilidades com hardware, não suportava máquinas mais antigas, não acrescentou muito mais ao XP e tem diversas versões, sendo que, a mais cara, custa 670 Euros.

Mac OS X vs Windows Vista

A Apple, opta pela evolução na continuidade, apostando em pequenas grandes funcionalidades, mas continua a ser um sistema seguro, estável (bastante mesmo), rápido, funcionalidades a pensar no utilizador, o software tem preços mais competitivos (falo sobretudo o próprio SO e as suites iLife e iWork), o Leopard, custará 129 Euros, numa única versão e está preparado para os Mac Intel, G5 e G4 acima dos 867 MHz, ou seja, ainda abrange um conjunto considerável de Macs.

Por isso, acho estranho as palavras de Paul Thurrott, sobre o Leopard, quando diz que não vale o preço que custa (e o Vista vale?),  que o conceito do Time Machine já existia no Windows com a recuperação de versões anteriores de ficheiros. É verdade, mas pergunto quem usa isso e sobretudo, quem sabe usar isso? Tal com o próprio disse, o Time Machine (que pessoalmente nem é a funcionalidade que mais me impressiona), é para as avózinhas. E eu pergunto: Quando a avózinha consegue mexer num brinquedo destes, não estará o objectivo do sistema operativo/software a ser cumprido?

A verdade é que há duas semanas que oiço o Windows Weekly e neste momento, podia muito bem chamar-se Mac Weekly...

Para terminar, gostaria de dizer que não sou fundamentalista desta coisa dos sistemas operativos. No fundo, o segredo está no utilizador e no tipo de utilizador. Claramente, o Windows é cada mais direccionado para os utilizadores empresariais e o Mac OS X para os utilizadores comuns (O Linux fica para outras guerras). Claro que não podemos esquecer o tipo de software que cada utilizador corre. Os gamers serão sobretudo utilizadores Windows e não de Mac. Portanto, como podem ver a escolha não é linear, mas claramente acho que a quota de mercado da Apple tem que subir e vai subir com certeza, a partir de 26 de Outubro, confirmando um tendência real.
publicado por Phil às 00:47
link do post | comentar |

Creative Commons License

4 comentários:
De ArmPauloFerreira a 21 de Outubro de 2007 às 02:28
Muito bom este post. Pertinente e informativo q.b.
Parabéns!

O tom está bem adequado pois não cai na guerrinha absurda de insultar um sistema para glorificar o outro.
Acho que não fazia melhor do que está aqui porque admito que sou tendencioso e facilmente cairia no favorecimento do Mac OS X que é o melhor (vês, não resisti carago) e sendo assim não entrarei na cena de fazer um comparativo.

No entanto há pelo menos uma correcção que deveria ser feita:
No teu post fazes a alusão que é na MacWorld 2006 que é anunciada à transição quando na verdade a o anuncio foi feito em Junho do ano anterior (2005).

Factos:
- Steve Jobs da Apple (claro!) anunciou a mudança para os processadores Intel na WWDC de 2005 e nessa altura lançou a deixa que os Macs mudariam apartir de Junho de 2006.
- O que se veio a verificar é que a transição foi mais rápida (lá está, porque o Mac OS X é melhor devido a ser camaleão com mais facilidade) e já antecipada em 5 meses, em Janeiro de 2006 na MacWorld a Apple disponibilizava dois modelos Mac com processadores Intel Core Duo (iMac e MacBook Pro).

Tirando esta correcção adorei este post e gostei mais ainda de ver a imagem do Mac OS X 10.0, que fez-me recuar no tempo a memória. E pensar que até iniciei pelo Sistema 7...

O Mac OS X 10.0 e o 10.1 não se poderiam considerar verdadeiros Mac OS pois ainda tínhamos de confiar no Mac OS 9.x. Digamos que eram versões Muito beta e ainda a continuação do Mac OS X Public Beta disponibilizada em Setembro de 2000, que nessa altura fez sonhar toda a comunidade pelo arrojo, criatividade e por a proposta mostrar o futuro do Mac OS deslumbrante já naquele momento.
Repare que ainda estavamos em 2000 e a Microsoft só disponibilizou no Vista a maioria dessas ideias em 2007.

Mas o mais impressionante foi que a Apple fez avançar as versões de 10.0 a 10.1 até 10.2 em curto espaço de tempo, respectivamente Março 2001, Outubro 2001 e Agosto 2002.
Isso fez com que definitivamente se pudesse ficar de vez só em Mac OS X à versão 10.2. Apartir daí o tempo entre versões cresceu de ano e meio até ao tempo regular entre versões de 2 anos (10.4 Abril 2005 e 10.5 Outubro 2007). E sempre a melhorar imenso e a levantar a fasquia.

Não tenho dúvidas que o 10.5 (Leopard) vai ser um colosso porque é tremendamente inspirador.

Muitas histórias há para contar sobre a evolução X mas o comentário já vai demasiado longo- Assim até deixa de ser um comentário...
De Phil a 21 de Outubro de 2007 às 13:56
Agradeço desde já o comentário e a correcção. Tendo em conta a velocidade dos acontecimentos e tendo em conta o intervalo de tempo analisado, alguma coisa teria que sair ao lado...mas está feita a correcção.

No entanto, gostaria de acrescentar algo. A dada altura, no comentário surge a frase e passo a citar:

"Repare que ainda estavamos em 2000 e a Microsoft só disponibilizou no Vista a maioria dessas ideias em 2007."

No fundo, foi esta questão que me levou a escrever o post. No entanto, a Microsoft consegue-o mal. Porque exemplo, o 3D Flip que pode ser comparado ao Exposé do Mac, não tem qualquer utilidade. Já o Exposé, ao fim de algum tempo de utilização do Mac e num cenário em que tempos muitas janelas abertas pode ser tremendamente útil...eu que o diga.

Quando ao comentário longo...bom...aceita-se mail para post mais completo...é só enviar...e publica-se como post...



De ArmPauloFerreira a 22 de Outubro de 2007 às 15:53
Clica no nome e poder
De gabriel a 7 de Junho de 2009 às 20:04
gostaria de acrescentar que no sentido gamers , com o mac você pode rodar uma janala com todas as funcionalidades windous incusive jogos microsoft word etc.

Comentar post


Contacto E-Mail



Adeus, Bom Ano Novo e Até...

Tudo o que começa...acaba...

Apple Stores

iMac Touchscreen

Primeira Encomenda - Fina...

Aí estão os primeiros núm...

Últimas do iPhone...

Primeira Encomenda - Upda...

Auch!! Essa Doeu!!

Primeira Encomenda





Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

blogs SAPO